sábado, 9 de maio de 2009

MÃE, UM PEDAÇO DE CÉU


Para mim sou grande
Mas pra ela pequenino
Sou adulto mas pra ela sou menino
Quando olha pra mim seus olhos brilham
Um amor feito de sonho
De alegria e de esperança
Se estou junto dela sou criança
O mundo é muito mais bonito
Sem pecado e sem perigo
E ninguém no mundo vai gostar de mim
Como ela gosta
Se eu estou errado ou certo não importa
Na alegria ou na tristeza ela está sempre comigo
Na hora do prazer me lembro dela
Mas na hora da tristeza e da saudade
É meu abrigo
Por mim ela não mede sacrifícios
Pode parecer difícil que alguém ame desse jeito
Acontece que ela é a minha mãe
E mãe é sempre assim
Mãe, palavra que Deus inventou
Um anjo que à Terra chegou
Voando nas asas do amor
Mãe, palavra mais doce que o mel
Talvez um pedaço do céu
Que Deus transformou em mulher . . .





Cantor: Leonardo Sullivan

Para todas as mães um grande beijo.

8 comentários:

Candinho Anjo disse...

Bom dia querida amiga Neide.

Mãe...

Uma pequena palavra, que encerra na sua simplicidade o amor divino.

Embalado por seu divino amor, a criança cresce, o jovem ganha forças, o homem se consolida e o espírito renasce para prosseguir na sua evolução espiritual.

Nada é mais belo, nada pode apagar a grandeza que Deus nos deu como Mãe.

(Candinho Anjos)

Beijos.

Multiolhares disse...

Um bom dia para todas as mães, pois filhos é para sempre
beijos

Violeta, disse...

Querida amiga, adorei "AMOR DE MÃE", lindo texto e linda postagem. Essa música do Leonardo que colocaste em teu blog "MÃE, UM PEDAÇO DE CÉU" também é belíssima. Tenho um disco em vinil deste cantor pernambucano chamado "Memórias" que todas as músicas deste disco fez o maior sucesso. E merecido. Este cantor está sumido, mas é ótimo. Tanto ele quanto o irmão Michael Sullivan são pessoas de peso em matéria de músicas boas. Hoje é meu dia e me deste um lindo presente colocando está bela letra de música em minha homenagem, digo, homenagem a todas as mães.
Obrigada pelo presentão, adorei !

Bjss, bjss e radiante começo de semana.

João Videira Santos disse...

Mãe...três letras apenas e um abecedário imenso!

JC disse...

Olá Neide!
Lindo poema dedicado às mães.
MÃE é a mais bela palavra do mundo. Para elas nunca crescemos. Somos sempre os seus meninos. Sempre a preocupação de que nada nos falte. Sempre a preocupação de que estamos desprotegidos.
Mãe, tudo faz para nos ver flizes.
Beijinhos

Candinho Anjo disse...

Bom dia irrequieta amiga Neide.

Segunda feira não é fácil, mas a gente tira de letra.

Diga-me, qual a música que está escutando agora...

É para me certificar de seu estado de espírito, ok?

Apesar de ser segunda, que seja excelente.

Beijos e... N.E.O.Q.E.A.V.

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Faça uma lista de grandes amigos,
quem você mais via há dez anos atrás...
Quantos você ainda vê todo dia ?
Quantos você já não encontra mais?
Faça uma lista dos sonhos que tinha...
Quantos você desistiu de sonhar?
Quantos amores jurados pra sempre...
Quantos você conseguiu preservar?
Onde você ainda se reconhece,
na foto passada ou no espelho de agora?
Hoje é do jeito que achou que seria?
Quantos amigos você jogou fora...
Quantos mistérios que você sondava,
quantos você conseguiu entender?
Quantos defeitos sanados com o tempo,
era o melhor que havia em você?
Quantas mentiras você condenava,
quantas você teve que cometer ?
Quantas canções que você não cantava,
hoje assobia pra sobreviver ...
Quantos segredos que você guardava,
hoje são bobos ninguém quer saber ...
Quantas pessoas que você amava,
hoje acredita que amam você?
(Oswaldo Montenegro)

Desejo uma semana com muito amor, carinho e saúde
Um grande abraço do amigo
Eduardo Poisl

João Reis disse...

Como é lindo este texto. Falar, elogiar e agradecer a uma mãe por tudo nunca é demais. Mãe há só uma.
bjs