domingo, 14 de junho de 2009

QUERIA


Ser como a água:
na visão, a transparência do mundo;
sem muralhas que a impeça
de expandir-se.
Pra quê os limites ?
Formalidades,
Banalidades!
Descer por estreitos rios
buscando respostas
nas encostas.
De prata ser o fio
que escorrega na pedra;
saciar a sede que medra
do teu corpo e
suavemente,
amavelmente,
desaguar em ti.
(Luciene Freitas )

15 comentários:

Pena disse...

Maravilhosa Amiga:
Que "coisa" mais linda escreveu.
Tão doce e sensível.
Excelente. Adorei.
Fabuloso versejar. Encanta e enternece.
"...Descer por estreitos rios
buscando respostas
nas encostas.
De prata ser o fio
que escorrega na pedra;
saciar a sede que medra
do teu corpo e
suavemente,
amavelmente,
desaguar em ti..."

É linda, sabia...?
Que pureza e beleza...
Beijinhos pela sua ternura e deslumbre.
Magistral poema sensível.
Sempre a respeitá-la e a admirá-la pela forma de ser e pela fantástica pessoa que é.

pena

Bem-Haja!
OBRIGADO pela amizade. Perfeita...!

Luis Portugal disse...

Olá Neide
Tudo bem por aí? Por aquilo que escreve, acredito que sim.
Amiga, já estou de volta, mais fresco e mais realizado.
Tenha uma boa semana.
Beijinhos

Avassaladora disse...

Neide... Que doce paixão!

Amiga querida, viva cada segundinho dessa coisa linda, chamada amor...

E sem limites!!! rs

Obrigada por seu carinho!

Beijos!

Anita disse...

Olá querida Neid!
Que cada dia o Pai nos proteja e envolva como pérolas num doce sonho de nuvens perfumadas. Agradeço as tuas encantadas e ternurentas palavras, gentilmente, semeadas no meu cantinho, já ganharam cor, sabor, sao fruto!!!
Deixo-te um grande, grande bjinho e claro que podes colocar aqui o post que eu deixei lá.
É sempre bom que muitos conheçam que há um Deus que nos ama incondicionalmete e que um dia nos receberá de braços abertos.

Fica bem. Fica com Deus.
Anita (amor fraternal)

Dri Viaro disse...

Boa semana!!

to na correria hj, depois volto com mais tempo

bjssss

poetaeusou . . . disse...

*
agua,
o nosso inicio,
,
conchinhas, deixo,
,
*

Gleidston disse...

"...Descer por estreitos rios
buscando respostas
nas encostas.

Maravilhosa inspiração,as palavras por si só,se unem e beijam-se na forma que voce lhes deu,Parabens por essa linda poesia.

Semana de paz pra voce.

beijocas!

VANUZA PANTALEÃO disse...

Neide, querida!
Que saboroso esse seu Poema!

Amor, puro estado de êxtase...

AMEI!!!Bjssss

Olavo disse...

Lindo Neide..lindo poema
Beijos

Dri Viaro disse...

Linda poesia amiga
bjs

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Neide, belo poema...Espectacular....
Beijos

Estela disse...

Neide,
Vim te dar um "oi" e encontro essa poesia linda!
Bjs.

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Tem um desafio e um selo para você em meu blog.

Beijo!

Sonia Regina.

Izinha disse...

oi,

belíssimo poema de amor...

saudades...

bjos!

caurosa disse...

Olá minha cara amiga Neide, que lindo! A sede de amar com suavidade, com sensibilidade. Que belo poema, adorei. Muita paz e harmonia para você.

Forte abraço

Caurosa