terça-feira, 29 de setembro de 2009

NUDEZ


Vejo teu corpo irresistível
mesmo quando
em nenhum ponto toco
Meus dedos ejaculando desejos
fecundando tuas camadas mais profundas
gerando atos sensuais
Minha boca
colhendo teus tremores
coroando tua oferta de um amor de fato
Teu prazer
penetrando minha lucidez.
Roberto Almeida

4 comentários:

Ava disse...

Eita Neide! rs

Pelo menos por aqui, há que se respirar poesia... sensual... e cheia de emoção...

"Minha boca colhendo teus tremores..."

É só fechar os olhos e sonhar...


Beijos, amiga libnda!

Branca disse...

Amar é assim, sentir o outro mesmo sem tocá-lo...

Lindo Neide!
Ótimo dia pra vc...bjo.

João disse...

Bastante sensual este post Neide.
Beijos

Pena disse...

Estimada Amiga:
Admiro-lhe a frontalidade, a coragem.
Íntimas. Pessoais.
Achei interessante: "...Teu prazer
penetrando minha lucidez..."

Bem-Haja, amiga.
Sempre a respeitá-la e à sua audácia de bravura.
Com estima.
Beijinhos amigos

pena