domingo, 21 de setembro de 2008

PÁSSARO GENTE

Como eu queria ser, neste momento, um pássaro
Um pássaro de vôo rápido, alegre, que conhecesse cada passo teu.
Um pássaro gente
Um pássaro que o distinguisse entre as mil vozes espalhadas nessa
imensidão da terra
Se fosse, não estaria aqui, agora, chorando de saudades
Estaria na tua janela, talves no teu ombro, cantando a mais bela canção de amor
Seguiria teus passos...
Ajudar-te-ia no teu descansar
Fecharia tua janela, beijava-te na face e esperaria pelo teu despertar
Se eu fosse um pássaro, a distância não existiria entre nós
Assim ,onde quer que estivesse eu lá estaria
Mas como não sou pássaro, entristeço-me, choro de saudades, não canto em tua
janela, não pouso em teu ombro querido, não espero pelo teu despertar. . .
Continuo , apenas, sesperando você voltar.

2 comentários:

Alfredo disse...

Menina voce mora numa cidade maravilhosa mesmo. Posso falar de cadeira por morei aí 3 anos.Primeiro em Candeias, Av Comercial e depois em Boa Viagem, Armindo Moura...Recife é a Veneza Brasileira. Adoro essa terrinha...Beijo no seu S2 - Jorge Salles

neide disse...

obrigada, fico muito feliz com pessoas q/amam minha cidade, venha nos visitar pois vc já é muito bem vindo ao meu cantinho,apareça sempre,bjss